O que é asma?

O que é asma?

A asma é uma das doenças crônicas mais comuns mundialmente, afetando milhões de pessoas.

É uma doença inflamatória crônica caracterizada por uma resposta exacerbada das vias aéreas, levando aos seguintes sintomas: chiado no peito, falta de ar, esforço para respirar, respiração curta, aperto no peito e tosse. Estes episódios estão associados a uma obstrução variável do fluxo respiratório para os pulmões, que pode ser reversível espontaneamente ou com uso de tratamento.

A Dra. Priscilla Filippo, alergista no Rio de Janeiro, explica que a asma é uma doença complexa, potencialmente fatal, com apresentação clínica variável, diferentes mecanismos fisiopatológicos, diferentes fatores causais, mas que tem controle. É uma das principais causas de absenteísmo escolar e no trabalho. Apresenta custos altos para as instituições governamentais assim como para os pacientes e suas famílias.

Existe o conceito de vias aéreas unidas, em que a rinite alérgica, rinossinusite, asma etc. são reflexos de diferentes estágios de uma doença crônica inflamatória das vias aéreas (BUSQUET et al., 2008).

Causas e diagnóstico da asma

Os sintomas podem ser desencadeados ou agravados por vários fatores, tais como: fumaça de cigarro, mudança de tempo, cheiros fortes, infecções virais, exposição a alérgenos (ácaros, fungos, epitélio de animais, baratas), exercício físico e estresse.

O diagnóstico é feito baseado na história clínica, exame físico e exames complementares. Pode ser realizado teste cutâneo (“teste alérgico”) para avaliar asma de etiologia alérgica.

Tratamento

O tratamento tem como objetivo controlar os sintomas, manter a função pulmonar normal ou quase normal, evitar crises graves, melhorar a qualidade de vida dos pacientes, mantendo níveis normais de atividades. É baseado no controle do ambiente, medicamentos e vacina para aeroalérgenos (ácaros, fungos, barata, epitélio de animais) quando houver indicação.

Para que o tratamento seja efetivo, é muito importante que exista uma parceria entre o médico e o paciente. Procure um profissional capacitado para que você consiga controlar os sintomas da asma.

Fontes: ARIA, 2012. GINA, 2015.