Conjuntivite alérgica

A conjuntivite alérgica é caracterizada por resposta inflamatória da superfície ocular. Afeta aproximadamente 10 a 20% da população, dependendo da região. A alergia ocular representa 10% das consultas oftalmológicas, 25% das consultas do alergista e 5% das consultas do clínico e pediatra.

Pode ter como fatores desencadeantes: mofo, infecções respiratórias, mudança de tempo, fumo, pólen, pêlos de animais.

Os sintomas são: coceira, lacrimejamento, queimação, vermelhidão (conjuntiva e pálpebra), fotofobia. A sua associação com rinite é comum. Pode acometer crianças e adultos de ambos os sexos.

O diagnóstico é clínico e pode ser confirmado pelo teste cutâneo.

O tratamento é feito com medidas gerais para alívio dos sintomas (controle do ambiente, compressas geladas, lágrimas artificiais), medicamentos e imunoterapia específica (vacina) quando indicada.

 

Fonte:

Diagnóstico clínico e etiológico da alergia ocular. Rev. bras. alerg. imunopatol. – Vol. 28, Nº 3, 2005

Ceratoconjuntivite alérgica e ceratocone. Rev.bras.alerg.imunopatol.2007

Pollen aero allergens and the climate in mediterranean region and allergen sensitivity in allergic rhinoconjunctivitis and allergic asthma patients. Med Sci Monit. 2013; 19: 102–110.