Como é a formação do médico alergista e imunologista e quais são as doenças que ele trata?

O alergista/imunologista estuda seis anos em uma Universidade para se formar médico. Posteriormente pode fazer residência em clínica médica, saúde da família ou pediatria durante 2 a 3 anos. Após a residência, estuda mais dois anos na especialidade de alergia e imunologia (residência ou especialização ou pós-graduação “lato sensu” credenciadas pela Associação Brasileira de Alergia e Imunologia e pelo Ministério da Educação e Cultura – MEC) para se formar em especialista.

Depois de dez anos de formação, o médico faz a prova de título de especialista pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) para a obtenção do RQE (Registro de Qualificação de Especialista). O RQE é um número emitido pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) aos médicos que possuem o registro de sua especialidade no estado onde atuam. Portanto, o paciente pode se informar se o médico está registrado na especialidade antes de marcar uma consulta.

O médico alergista/imunologista está apto a tratar doenças como: anafilaxia, alergia alimentar, alergia ao látex, alergia ocupacional, angioedema (inchaço de lábios, pálpebras), asma, aspergilose broncopulmonar alérgica, bebê chiador, candidíase vaginal recorrente, conjuntivites, deficiências do sistema imunológico primárias e secundárias, dermatite atópica, dermatite de contato, doenças autoimunes, herpes recorrente, rinite, reação a picada de insetos, reações adversas a fármacos, sinusite, urticária aguda e crônica, entre outras.